Você que está em busca de um emprego, precisa estar preparado, com vários aspectos prontos e em mente, para se dar bem e conquistar a tão sonhada vaga. Seja uma mudança de área, uma vaga mais desafiadora ou uma oportunidade por estar fora do mercado de trabalho, você precisa estar com uma roupa adequada, sono em dia, e outros, para se destacar dos demais candidatos.

O primeiro passo foi dado: a busca pela vaga, e a seleção para a entrevista. Desde esse início, você já está sendo analisado e observado. Então, é sempre importante, manter as redes sociais em dia, o LinkedIn atualizado, dar uma revisada no currículo (imprimir uma cópia para levar no dia da entrevista conta muito, caso o entrevistador não tenha levado), treinar a escrita ou um resumo sobre suas qualificações e experiências profissionais, caso aconteça alguma dinâmica em grupo, mostrar interesse pela empresa, fazendo uma prévia pesquisa, entendendo bem o ramo de atuação da mesma, dar uma checada no site, redes sociais, linguagens utilizadas com público do ramo, e etc. Essa preparação é um ponto muito importante.

Na data da entrevista, aliás, previamente, é importante ter em mente uma coisa: ter uma boa noite de sono faz toda a diferença para acordar bem e disposto no tão aguardado dia. Na hora de escolher o que vestir, também é algo a fazer com calma e sabedoria: seu cartão de visitas é a aparência, então nada de exagerar. Esse é um ponto que vamos falar melhor sobre.

Para chegar ao local, realmente é interessante procurar antes como chegar, para fazer o melhor trajeto e garantir outro ponto essencial, que é a pontualidade. Ou seja, são vários elementos que contribuirão para que você seja um destaque no meio dos candidatos. Por isso, preparamos diversas dicas valiosas para você estar pronto e apto para uma entrevista de sucesso em todos os aspectos e conquistar a sonhada vaga. Confira uma lista infalível!

Começando pelo básico: Aparência

 No site “Guia de Carreira”, um especialista em entrevistas de seleção foi entrevistado e respondeu algumas questões. Júlio Jota é gerente para TI e Vendas da consultoria especializada em recrutamento Page Personnel e explicou como se comportar na entrevista de emprego, com dicas que valem para qualquer área ou posição.

Capriche na sua aparência | Foto: Unsplash.

Para falar da aparência do candidato, Júlio destaca que é importante estar com os dentes escovados, banho tomado, com pouco perfume e bem vestido. Mas o que significa “estar bem vestido?” Significa que tem que se tomar cuidado com várias coisas:

Cores: Não é uma ocasião para usar cores da moda ou chamativas, a não ser que a vaga seja para uma área de moda, artes, design. Cores muito claras também podem transmitir a mensagem errada, como fragilidade, em contrapartida, as cores fortes, podem significar inacessibilidade, portanto, é interessante manter um equilíbrio. O bom e velho preto e branco são boas escolhas, além de neutras. Roupas com um corte bacana, com bom caimento para seu tipo de corpo, dão um ar excelente de autoconhecimento e passam uma boa imagem.

O que evitar: Roupas muito largas, justas, curtas, com decote, muitos acessórios juntos, maquiagem ou esmaltes fortes ou desajustados, tudo isso deve ser evitado. Exatamente porque as roupas transmitem muito da personalidade do indivíduo. As largas podem transmitir desleixo, e as justas, podem demonstrar que há vontade de seduzir alguém, chamar a atenção não para o desempenho profissional, mas do corpo.

Para as mulheres: É bom evitar muitos acessórios juntos, como colares, brincos, colares muito grandes ou chamativos. Opte por itens mais discretos, que não se destaquem tanto no meio da vestimenta como um todo. Equilibrar os volumes é sempre uma boa. Outra coisa bacana, são as unhas. Nunca vá com as unhas com esmalte lascado, unhas quebradas ou por fazer. Cores mais sóbrias também dão um ar equilibrado. Nada de cores neon ou chamativas demais. Há outra coisa para tomar cuidado: a maquiagem. Nada de excesso ou a falta de, pois também podem indicar ou que você não gosta de se cuidar, desleixo, ou uma imagem vulgar. O equilíbrio é peça chave para todos os elementos que compõe o visual do homem ou da mulher.

ESCOLHENDO ROUPA ENTREVISTA DE EMPREGO

Escolha com cautela | Foto: O Globo.

Em qualquer área que seja de uma empresa, há uma vestimenta adequada para tal. Às vezes depende do cargo, da área de atuação, ou até mesmo do local. Há empresas como um banco, por exemplo, que pedem um vestuário mais formal, com homens usando terno, gravata, e mulheres de salto, saia, camisa. Já uma agência de publicidade, pode deixar o funcionário mais confortável com essa questão, podendo usar uma calça jeans, camiseta e tênis, para ambos os sexos. Portanto, antes de ir para a entrevista, não é nada ruim perguntar qual seria o dress code da empresa, para então, vestir-se adequadamente. Mesmo assim, existem peças coringas que nunca falham no momento de uma entrevista de emprego. 

MULHERES

MULHERES DISCRETA PARA ENTREVISTA

Discreta na medida certa | Foto: Pinterest.

Para uma boa imagem na hora da entrevista, um visual neutro é o ideal. Se a mulher usar uma calça preta social, uma camisa branca e um blazer, unido a um sapato de salto não tão alto, já estará pronta e adequada para essa ocasião. Na maquiagem, algo leve, para dar um ar de “saudável”. Outra combinação perfeita, é uma saia lápis unida ao blazer e a camisa. Tendo essas peças em seu guarda-roupa, você estará pronta para qualquer entrevista. Nada de decotes ou calças e saias justas.

HOMENS

HOMEM COM BLAZER

Blazer é uma boa opção sempre | Foto: Pinterest.

Todo homem tem dentro de seu guarda-roupa, três peças que ajudam a compor o visual perfeito para uma entrevista: o trio de blazer, calça social e camisa em tom neutro. Com isso, unido a um sapato, excelente! Elegância e credibilidade será a imagem correta para o entrevistador.

COMPORTAMENTO

A maneira de se comportar em uma entrevista de emprego mais adequada não exige nada de tão complexo ou totalmente diferente do que você já deve ter usado em outras ocasiões. Uma boa dica é: fique atento sempre para demonstrar suas melhores qualidades e motivos pelos quais você deve ser contratado. Também é interessante prestar atenção para não cometer alguns erros que podem fazer você ser considerado inadequada para a vaga.

Também vale lembrar, que atualmente com o bom da internet, há entrevistas de forma online. É cada vez mais comum o uso de ferramentas como o Skype, entre outros, para tal.

E nas entrevistas online, também há a necessidade de estar bem vestido, num lugar calmo e silencioso, e claro, anteriormente, é bom certificar que a conexão com a internet é boa e estável, que haja os aplicativos devidamente instalados e testados, para não ocorrer nenhuma dor de cabeça no meio do caminho e demonstrar ao entrevistador falta de cuidados.

Para entrevistas online ou presenciais, a regra é a mesma. Nunca tente demonstrar ser uma pessoa diferente do que é. Se for uma pessoa introvertida, não force tentando demonstrar o contrário, se for extrovertido, não tente ser o “engraçadão”, inconveniente ou coisa parecida. Tente não gerar uma personalidade artificial. Mostre-se como és.

Em hipótese nenhuma minta. Mesmo que seja uma possível “mentirinha” de um curso aqui ou ali, ou uma simples experiência “aumentada” pode vir à tona. Os entrevistadores sempre estudam nossas vidas e descobrem. Seja transparente. Outro comportamento que costuma ser observado, é sobre a fala. Fale apenas o necessário, e nada de interromper o recrutador, pois pode gerar uma imagem ruim.

Sua comunicação deve ser clara, transmitir confiança e calma. Usar um tom de voz adequado, sem ser alto ou baixo demais, olhar nos olhos do entrevistador, responder as perguntas com assertividade, sem parecer arrogante, são dicas valiosas. Busque sempre demonstrar soluções para os problemas e positividade, pois nenhuma empresa deseja um funcionário pessimista.

LINGUAGEM CORPORAL

Comportamento em uma entrevista

Uma boa postura | Foto: Ladders.

No livro “O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não-verbal”, de  Pierre Weil e Roland Tompakow, fala que cada parte do corpo evidencia nossa expressão corporal, traduzindo através dos gestos e partes do corpo observamos o estado emocional, o tipo de pessoa, como por exemplo, se é tímida, ou submissa.

Temos várias ideias armazenadas como fome, medo, e mais, e nos exemplos de atitudes corporais, alguns gestos tem diversos significados: como por exemplo, roer unhas é sinal de tensão, queixo apoiado nas mãos mostra uma espera paciente, etc. Nós realmente nos comunicamos o em todo o tempo, mesmo quando não queremos.

Por isso, controle o nervosismo, a ansiedade, e relaxe. Exercícios de respiração, ajudam nesse relaxamento e concentração. Mantenha a coluna e os ombros eretos, a postura corporal também diz muito sobre você.

Demonstre empatia sorrindo. Isso também ajuda a relaxar e pode despertar a simpatia dos demais, claro, de maneira natural. Não gesticule muito, não fale alto, aja naturalmente.

Também não seja uma pessoa inconveniente. Fazer piadas fora de hora, apontar os dedos, colocar o cotovelo na mesa, ou demonstrar ser uma pessoa folgada não ajudam. Outra coisa, na hora da conversa, desligue o celular, não demonstre impaciência olhando para o relógio com frequência, ou ficar chacoalhando as pernas ou pés. Jamais masque chicletes, e se possui tatuagens, busque não deixá-las tanto a mostra no dia da entrevista.

Prestando atenção nesses detalhes sobre o que falar, como se portar e como agir, com certeza, passará uma imagem positiva, e se sairá bem.

DICAS: IMPRESSIONANDO O ENTREVISTADOR

como impressionar o entrevistador

Impressione! | Foto: Pinterest.

1 – Prepare bem sua memória e suas experiências: Pare e reflita sobre todas suas experiências profissionais. Não só como em um currículo, pense em todas as situações que o fizeram conquistar metas, ganhar uma promoção, se destacar no meio dos demais funcionários, o ganho de prêmios…. Selecione esses principais momentos em cada empresa que passou, unindo aos aprendizados, competências que adquiriu e mais, e aplique na conversa durante a entrevista. Isso mostra mais sobre seu perfil, como tem capacidade para ser líder, trabalhar em equipe, agir sob pressão, etc., e ganhará pontos evidenciando seu perfil.

2 – Evite ficar paralisado em qualquer tipo de pergunta: Uma coisa é certa, nem sempre os entrevistadores vão realizar perguntas óbvias. Pode vir uma pergunta sobre a família, se há algum problema familiar, sobre seus hobbies, sobre sua infância, e mais. Isso tudo para analisar o perfil do candidato em várias situações, e também, para “quebrar o gelo”. Mostre-se capaz de responder tudo com assertividade.

3 – Pesquise sobre a empresa: Parece algo óbvio, mas sempre pode vir aquela perguntinha básica do “porque você quer trabalhar aqui?”. Então, além de, claro, se mostrar sincero, destacar as qualidades da empresa, lembre-se sempre de mostrar o quanto você pode contribuir para o crescimento da mesma, e aprender com isso tudo. Estude sobre, esteja informado da história, origem e mais. Além disso, é muito interessante pesquisar os concorrentes, e dizer porque você se destacaria naquele cargo dentro dessa empresa.

4 – Atenção com as redes sociais: Nem sempre nos damos conta do alcance e evidência que temos nas redes sociais, e saímos postando tudo quanto é opinião, brincadeiras e afins. Não podemos nos esquecer que exatamente pela atuação da internet na sociedade atual, tudo sobre nós é investigado antes de uma entrevista. Desde antecedentes criminais, restrições no nome, e cada milímetro do Facebook, Twitter, Instagram e demais. Essa é outra maneira de ver e conhecer mais sobre o que a pessoa acredita, faz e como age. Muita cautela no que posta, ok?!

5 – Seja autêntico: Nada mais transparente do que ser você mesmo nesta hora. Para se destacar num momento que está frente a frente com uma pessoa que você nunca viu na vida, não vale tudo. Vale sim ser cordial, educado, mostrar suas qualidades, o quanto tem a competência para aquela determinada vaga, o quanto deseja a chance de trabalhar nessa empresa, e como vai contribuir de todas as maneiras possíveis para isso. Só não exagere. Buscar um equilíbrio é essencial!

6 – Vista-se bem: Como falamos no início do artigo, é essencial impressionar também com o cartão de visitas que é a aparência. Estar elegante, sem cores fortes, roupas largas ou justas demais, com peças que remetam credibilidade, com certeza auxiliam no processo. Opte também por roupas confortáveis, e busque saber qual o tipo de dress code que a empresa utiliza. Atenção para não usar penteados e maquiagem chamativas, além de esmaltes muito espalhafatosos ou acessórios em excesso.

7 – Saiba falar: Um português correto, também impressiona. Atualmente, principalmente os mais jovens, utilizam muitas gírias. Pronuncie as palavras corretamente, como por exemplo, “para” ao invés de “pra”. Evite as gírias, e jamais fale palavras de baixo calão. Não precisa estudar o dicionário, mas esteja atento com a linguagem. Essa é uma das valiosas dicas de como se sair bem.

8 – Atenção com a linguagem corporal: Como o corpo passa sinais, também atenção para ele corresponder os comandos da fala. Não adianta nada dar uma resposta boa, com os braços cruzados, as pernas batendo uma na outra sem parar, ou apertando muito as mãos e dedos. Relaxe! E de preferência, tenha uma ótima noite de sono, isso ajuda muito mais do que imaginamos tanto na aparência, quanto na desenvoltura da conversa e raciocínios.

9 – Saiba dar boas respostas e também fazer boas perguntas: Numa entrevista, como a palavra bem diz, duas pessoas conversam entre si, ou mais. Como uma troca, você não deve somente se preocupar em responder o que lhe é perguntado, mas participar dessa construção. Perguntar sobre a vaga, sobre as perspectivas de crescimento ou plano de carreira da empresa, e inverta também ao seu favor quando a famosa pergunta “O que você espera daqui ‘x’ anos?” for feita. Deixe claro que você busca uma parceria e vínculo duradouro com a empresa.

10 – “Imite” o entrevistador: Seja observador num ponto que consiga analisar o entrevistador. Pode parecer algo esdrúxulo, mas é eficaz e comprovado pela ciência que a similaridade tem um papel fortíssimo no que tange a agradar alguém. É uma maneira de se “adaptar” ao entrevistador, o que não significa fingir não ser quem você é.

11 – Abuse do “método STAR”: STAR significa situação, tarefa, ações e resultado. É só seguir essa ordem ao narrar seus feitos, assim, nenhum ponto importante ficará de fora.

12 – Fale de seu desenvolvimento – É bom destacar os valores gerados nas empresas que trabalhou. Aprendizados em situações de pressão, difíceis e mais, são importantes também. Mesmo fora dessa fase, falar de trabalhos na faculdade, estágios, pretensões de cursos e mais aprimoramento para o futuro, são muito importantes, além de trabalhos voluntários que agregam mais valor ainda.

13 –  Leve um portfólio: Caso caiba na conversa, e dependendo da área de atuação, é relevante apresentar um portfólio para mostrar alguns dos seus trabalhos desenvolvidos. Nem sempre há em mãos, mas vários online. É só avisar ao recrutador que há uma plataforma online com seus trabalhos, e deixar o endereço ou um cartão para verificação após.

14 – Visão construtiva: Os entrevistadores costumam amar candidatos que pensem e ofereçam uma visão construtiva para os negócios em geral da empresa. Isso mostra mais ainda sobre sua gana em fazer parte daquela equipe, naquela empresa.

15 – Mostre como fazer: Numa dinâmica de grupo, que muitas vezes acontece em longos processos seletivos, é necessário buscar muitas maneiras para se destacar dos demais. Uma boa dica é mostrar um raciocínio e como faria determinado projeto acontecer, mostrando suas habilidades e justificativa para aquela decisão. Desafie os entrevistadores a ver o que você pode contribuir e fazer na prática.

16 – Referências pessoais: Muitas empresas geralmente solicitam referências, e nisso, você previamente deve pedir autorização das pessoas com quem trabalhou e podem ser consultadas. Claro, fique atento para não indicar pessoas que não se dava bem.

17 – Seja flexível: Em muitas entrevistas, o valor salarial pode ser ajustado, e não é previamente acordado. Então, não exija um valor. Fale sobre seu último salário, demonstre flexibilidade em relação ao assunto, pesquise o piso salarial e como está o mercado. Assim, há uma abertura bacana para acordar o que for melhor para a empresa e o funcionário.

18 – Seja gentil com todos: Independente de hierarquias, a cordialidade é uma qualidade muito bem vista por todos. Você pode cativar a equipe, mostrando esse detalhe importante.

19 – Itens básicos de boas maneiras: Até que seja abordado, não fale de dinheiro, nem na questão salarial, nem em âmbitos pessoais, sobre religião, e sobre política. Nem sempre esses tópicos têm relação com a vaga e isso pode colocar sua contratação em risco.

20 – Agradeça a oportunidade: Sempre encerre a entrevista com um agradecimento, com um aperto de mão. Mesmo que você queira muito a vaga, não demonstre que está desesperado, e também não pergunte quando receberá uma resposta. Caso o entrevistador dê abertura, mostre seu interesse mandando um e-mail alguns dias depois, para passar uma imagem cortês.

AGRADECER ENTREVISTA

Não se esqueça de agradecer | Foto: Pinterest.

Levando em consideração tais dicas para entrevista de emprego, sabendo o que falar, como se portar e agir, com certeza você se destacará e sairá muito bem visto pelo entrevistador e com certeza terá boas chances de conquistar uma vaga.